Ana Beatriz
5 min

A tecnologia está constantemente presente em nossas vidas. 70% dos brasileiros hoje possuem acesso a internet; dentre as conexões feitas, 97% ocorrem por dispositivos mobile. Estes dados, que são parte da nova edição da pesquisa TIC Domicílios, apenas mostram o quão essencial é oferecer um ambiente de conectividade no seu estabelecimento. Se a conexão via 3G ou 4G ainda é limitada e cara, é fato que os seus clientes esperam o oferecimento do WiFi como uma comodidade básica.

Oferecer uma conexão WiFi de qualidade traz inúmeros benefícios: atrai mais pessoas ao seu estabelecimento, auxilia na otimização da experiência do cliente e pode ser utilizado na sua estratégia de marketing. Isso porque, ao utilizar um hotspot WiFi, é possível transformar a sua rede em uma ferramenta de comunicação, gerando mais vendas e fidelizando clientes.

Mas para disponibilizar internet de qualidade, não basta simplesmente colocar um roteador doméstico e fornecer a senha de forma deliberada. Primeiramente, esse tipo de equipamento mais simples não será suficiente para atender a demanda de diversos usuários conectados no seu estabelecimento comercial. Já a divulgação da senha a todos é um procedimento que compromete a segurança dos seus dados e pode colocá-lo inclusive em risco perante a lei.

Ou seja, é necessário montar uma estrutura robusta que suporte a necessidade da sua rede, pois só assim as vantagens serão revertidas ao seu negócio. Se você não sabe muito bem como fazer isso, não perca as nossas dicas abaixo!

O passo-a-passo para o oferecimento de um WiFi de qualidade no seu estabelecimento

1. O DIMENSIONAMENTO DA REDE

O primeiro passo para montar sua rede WiFi é conhecer bem o seu estabelecimento e seu público. Uma rede montada para 50 pessoas é bem diferente de uma para 500. O link de internet, velocidade da conexão e características dos equipamentos são aspectos que só serão definidos a depender do entendimento da dimensão da sua rede.

Por isso, pense nas seguintes questões para planejar o dimensionamento da sua rede de forma correta:

  • Quantas pessoas vão acessar a sua rede?
  • Qual será o limite de banda liberado a cada uma delas?
  • Seus clientes utilizam o WiFi para que tipo de atividade?

Um passo primordial para oferecer um WiFi de qualidade é aderir a  um serviço que possa prover o link de internet para o seu negócio. A escolha do melhor plano, velocidade e empresa provedora deve ser feita tendo em mente dos objetivos e capacidade do seu negócio.

Pesquise a reputação da empresa provedora escolhida e analise diversas variáveis como estabilidade da conexão, qualidade do suporte e velocidade da rede.

3. A CAPACIDADE DOS ROTEADORES E PONTOS DE ACESSO

A escolha do equipamento ideal pode ser determinante para que a conexão de internet funcione com rapidez e sem interferências. Problemas com estabilidade de sinal, quedas na conexão e velocidade são algumas das situações que provocam insatisfação dos usuários, segundo pesquisa divulgada pela Anatel.

Um ponto de acesso — diferente de um roteador de uso doméstico — possui uma distribuição de sinal mais potente e uma alta capacidade de processamento. Isso porque sua CPU e memória possuem performance sofisticada, sem contar a possibilidade de inserir um sistema de hotspot

A escolha de equipamentos inapropriados que não preencham as necessidades da empresa pode comprometer a conexão e influenciar a sua qualidade, estabilidade e escalabilidade. Por isso, é importante conhecer mais a fundo a sua estrutura a fim de evitar a ocorrência de futuros problemas.

Outro ponto que pode interferir na conexão é a posição do roteador. O alcance do sinal e o próprio desempenho são afetados simplesmente por causa do local em que o equipamento está instalado.

4. A UTILIZAÇÃO DE UM SISTEMA DE HOTSPOTS

Mais do que oferecer conexão WiFi, é importante utilizá-la a seu favor. Um sistema de gerenciamento de hotspot é capaz de transformar a sua rede em uma ferramenta de marketing

Funciona assim: o seu cliente, para utilizar o WiFi, realiza um rápido cadastro, preenchendo campos que você vai definir. Em seguida, é possível exibir uma propaganda divulgando uma promoção, por exemplo. Os dados do cadastro, por sua vez, ficam salvos em um banco, podendo ser utilizados em campanhas de e-mail marketing ou envio de WhatsApp, por exemplo.

Além disso, você ainda pode utilizar diversas funcionalidades como:

  • Personalização de captive portal com identidade visual do estabelecimento;
  • Definição de um limite de banda;
  • Criação de códigos de acesso;
  • Criação grupos de usuários com diferentes configurações;
  • Bloqueio de dispositivos por tempo e muito mais.

Ficou interessado e quer bater um papo com um de nossos especialistas? Não deixe de descobrir mais sobre como oferecer uma conexão WiFi de qualidade ao mesmo tempo em que cria uma ferramenta estratégica de marketing.


Sobre o autor:
Ana Beatriz – Analista de Marketing
Entusiasta do marketing de conteúdo e apaixonada por pessoas.
• Linkedin